MENU
dossiê promocional
especial PME Inovadoras | Casos de Sucesso

Fidelidade atenta à cibersegurança das PME

Com o cibercrime cada vez mais na ordem do dia, o mundo empresarial tem-se confrontado com o desafio permanente de prevenir riscos cibernéticos. Os serviços e coberturas do seguro Cyber Safety, da Fidelidade, apoiam essa missão





A Fidelidade não deixa os seus créditos em mãos alheias quando se trata de ajudar as empresas a protegerem-se de ataques cibernéticos. Um risco cada vez mais real num mundo conectado online, que pode afetar empresas de todos as dimensões e sectores de atividade e com consequências financeiras graves para o negócio e para a vida dos clientes.

Os riscos informáticos estão por isso no centro das preocupações das empresas - apesar de muitas ainda não possuírem um plano de resposta a ataques cibernéticos –, que cada vez mais têm de investir em sistemas de segurança para estarem salvaguardadas para a eventualidade de um problema desta ordem.

Neste processo, os gestores contam com o apoio de verdadeiros parceiros de negócio, que, através da disponibilização de serviços e ferramentas de proteção, são aliados de peso neste “combate” ao cibercrime. É o caso da Fidelidade, que tem apostado na criação de serviços que ajudam as empresas portuguesas, em particular as PME, quer a descobrir o seu grau de exposição a um potencial ataque informático, quer a prevenir e protegerem-se do impacto que uma situação dessas pode provocar nos negócios.

Exemplo disso é o Fidelidade Cyber Safety, um produto que a seguradora designa de chave-na-mão. Trata-se de um seguro desenvolvido especificamente para PME, que engloba serviços focados na prevenção e mitigação do ciber-risco, a par de coberturas que protegem as empresas do impacto financeiro de alguns riscos cibernéticos. Esta proteção de prevenção de riscos e apoio perante as consequências de um ataque cibernético disponibiliza, por exemplo, uma linha de apoio tecnológica e um capital de até €500 mil para coberturas de danos, entre outras.

Proteger e prevenir

Estas podem ser consideradas as palavras de ordem do Fidelidade Cyber Safety: proteção e prevenção. Pode começar por testar o nível de vulnerabilidade da empresa, um indicador que a seguradora classifica em vários níveis, e que vão das vulnerabilidades que não constituem um risco elevado, mas que podem comprometer alguns serviços da empresa, até aquelas consideradas críticas, que são de um risco bastante elevado e que comprometem a organização e os serviços que fornece.

Seja qual for a realidade da empresa, o Cyber Safety, da Fidelidade, vai ao encontro das necessidades dos gestores atentos e preocupados com a segurança e com a minimização dos riscos informáticos.

A oferta de diagnóstico RGPD, que permite às empresas realizar autodiagnósticos relativos ao seu grau de conformidade legal no que diz respeito à proteção de dados de caráter pessoal, a análise da rede com relatórios com diferentes níveis de risco, para ajudar a priorizar intervenções mais urgentes, assistência tecnológica e informática para assistência e configuração remota do sistema informático, análise e resolução de vulnerabilidades, deteção e eliminação de malware, realização de cópias de segurança dos dados (backups) em ambiente seguro na “nuvem”, para preservar a informação fulcral do negócio, são algumas das muitas vantagens do Fidelidade Cyber Safety. Além disso, as coberturas e garantias disponibilizadas a qualquer empresa contemplam desde a intrusão de terceiros nos sistemas informáticos a violação do direito à honra e intimidade pessoal de terceiros, incumprimento do dever de custódia de dados de caráter pessoal, perda de lucros pela interrupção da atividade do segurado ou ainda responsabilidades informáticas do segurado, entre outras.