MENU
dossiê promocional
especial empreendedor região norte | Casos de Sucesso

Shamir produz mais de três milhões de lentes oftálmicas

Luís Feijó, CEO da Shamir em Portugal

Cerca de 80% destinam-se a mercados da União Europeia, África e ao Canadá





A nossa grande motivação, enquanto profissionais, é melhorar a qualidade de vida e da saúde ocular”, diz Luís Feijó, CEO da Shamir Optical em Portugal, empresa ativa no nosso país desde 2001, onde assegura grande parte da sua produção de lentes oftálmicas para o mercado mundial. No nosso país tem neste momento três unidades de produção/laboratórios em Vila do Conde, Lisboa e Porto, equipadas com a mais recente maquinaria e instrumentos utilizados na produção de lentes oftálmicas, e emprega mais de 300 pessoas.

80% para exportação

Fundada em 1972, em Israel, como fabricante de lentes minerais, a Shamir desenvolveu, desde o início, no seu departamento de investigação & desenvolvimento (I&D), lentes progressivas para outras marcas. Em 2000 concebeu a tecnologia Free-Form, para a produção das lentes progressivas Autograph, o que contribuiu para se tornar num dos maiores produtores mundiais de lentes oftálmicas.

Hoje, além das unidades que possui em Israel, a Shamir tem 16 laboratórios em diversos pontos do mundo, e uma equipa de 2100 colaboradores em 24 países dos quatro continentes, incluindo Portugal.

No nosso país, a empresa produz cerca de três milhões de lentes e faturou, em 2021, mais de 50 milhões de euros, o que representa um crescimento de mais de 10% face a 2020. O ano passado foi mesmo o melhor de sempre para a empresa, que exporta 80% da sua produção para a Europa comunitária, Canadá e alguns países africanos.

Luís Feijó acredita que a Shamir Portugal deverá continuar a crescer em 2022, com base em investimentos na melhoria do serviço ao cliente e no desenvolvimento de processos de fabrico de produção de lentes mais rápidos. Ao mesmo tempo, a empresa continua a apostar na diminuição da sua pegada ecológica, entre outros, através do decréscimo do seu consumo de água, por exemplo, no fabrico de lentes. “Atualmente, o tratamento da superfície de uma lente consome cerca de 20 litros de água”, conta o CEO da empresa, explicando que “esse volume vai ser reduzido em 95% graças à nova tecnologia Metaform”.

Laboratório Shamir, em Vila do Conde

Armações personalizadas

A Shamir Portugal também investiu na produção de armações personalizadas para óculos handmade in Portugal através de uma startup criada durante o período de confinamento, que produziu em 2021 mais de duas mil peças fabricadas com acetato italiano Mazzucchelli e acabadas individualmente, à mão, por artesãos. Este ano a empresa estima triplicar a produção.

“É a capacidade de inovação que nos permite criar e desenvolver produtos e serviços únicos e inovadores na indústria ótica”, defende Luís Feijó, acrescentando que “é a dedicação e visão de cada um dos nossos colaboradores, bem como a partilha de conhecimentos e a colaboração entre os diferentes departamentos, compostos por pessoas com uma grande variedade de backgrounds e formações académicas, que faz da Shamir uma referência mundial na produção de lentes oftálmicas”.