MENU
dossiê promocional
especial empreendedor região norte | painel de notícias

Já há estudos para reabertura da linha do Douro até Barca d’Alva


OS ESTUDOS DE VIABILIDADE TÉCNICA e ambiental para a reabertura do troço Pocinho-Barca d’Alva, na Linha do Douro, no valor de mais de 200 mil euros, foram concluídos recentemente, segundo a Infraestruturas de Portugal (IP). A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, disse em Lamego, durante a cerimónia evocativa dos 20 anos do Douro Património Mundial, que “a reativação da Linha do Douro até Barca d’Alva é um desígnio deste território que vai ser concretizado”. A via desenvolve-se ao longo de 191 quilómetros, entre Ermesinde e Barca d´Alva, e está eletrificada até Marco de Canaveses. Foi concluída em 1887 e inclui 26 túneis e 30 pontes, desenvolvendo-se através de um cenário que inclui parte da Paisagem Classificada do Douro. A crescente procura turística tem levado cada vez mais pessoas a esta região única, as quais procuram fazer o passeio ferroviário nas margens do rio Douro, apenas possível agora até ao Pocinho, por causa do encerramento do percurso entre esta estação e a de Barca d’Alva em 1988.